BLOG

Pesquisa revela que bares e restaurantes investem em espaço kids para aumentar as vendas

Uma pesquisa realizada pela Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) em parceria com a Nogueira Brinquedos – referência em áreas kids e espaço de entretenimento para bares, restaurantes e comércios de alimentação fora do lar, revela que apenas 28% dos donos de estabelecimentos entrevistados têm espaço infantil. A pesquisa ouviu 1697 empresários de todo o país e revelou que um quarto deles tem áreas de entretenimento infantil.

De acordo com o levantamento realizado pela entidade, comparando a distribuição por tipo de comércio, o espaço kids é mais evidente em os locais com salões de vendas por garçons e menos concentrado nos de autosserviços, venda de balcão ou que usam outras estratégias para vender.

Imagem do Coco Bambu pra ilustrar post sobre bares e restaurantes que estão apostando em espaços kids.

Segundo Percila Paloma, diretora de marketing e vendas da Nogueira Brinquedos os bares, restaurantes, pizzarias e churrascarias com esses serviços investem em ambientes diferenciados para atrair o público, principalmente as famílias com crianças. “A ideia deles é proporcionar diversão com segurança para a criançada, fazer com que os pais permaneçam por muito mais tempo e consumam mais, desta forma aumentam o ticket médio da casa. Esse é um dos principais fatores que influenciam na decisão do proprietário de implantar um espaço kids em seu estabelecimento”, afirma a profissional.

Além disso, os entrevistados destacam que entre as principais necessidades dos comércios do segmento, são aumentar o fluxo de clientes e o ticket médio, reposicionar e modernizar o negócio, e ter acesso a crédito.

“Ainda temos uma parte do nosso setor com muitas dificuldades para trabalhar de modo estável, com lucro. Assim, os empresários veem como primordial neste momento atrair mais público. E um diferencial como o espaço de entretenimento para crianças se torna ainda mais importante e pode ajudar nesta missão”, diz o líder de Conteúdo e Inteligência da Abrasel, José Eduardo Camargo.

Para a gerente do Calahan’s Fast Food, de São Paulo, além de oferecer um cardápio diferenciado que atende todos os gostos, eles têm que estar sempre inovando e a área infantil está entre as atrações que não podem faltar na pizzaria. “O Brinquedão permite que os pais fiquem por mais tempo no local, sem que os filhos queiram ir embora. Após investir em nosso espaço kids, aumentamos nosso faturamento em 30%”, destaca a profissional.

A pesquisa ainda revelou que 63% dos entrevistados têm interesse em implantar uma área infantil, já 42 % não viram compatibilidade com esse o tipo de serviço e 21% não tem verba para o investimento. “Nos surpreendemos com a quantidade de empresários que acreditam que não há compatibilidade de ter uma área dedicada as crianças, pois, os projetos podem ser realizados em pequenos e grandes espaços, independente dos serviços oferecidos”, finaliza Percila.

Leia também:

As melhores franquias de alimentação do Brasil

Franquia infantil: conheça negócios para trabalhar com crianças