BLOG
Apostando no segmento de refeição fora de casa, mineiros abrem fichips em GV-MG.

Refeição fora de casa sobe e desperta o interesse de empreendedores para investirem no segmento em Minas Gerais

Os brasileiros continuam priorizando a refeição fora de casa como uma alternativa de lazer e socialização. Somente no ano passado foram gastos R$ 216 bilhões fora do lar, 27% a mais do que em 2021, segundo dados do Instituto Foodservice Brasil, em parceria com a Mosaiclab.

O ticket médio, que é o valor gasto com cada refeição, foi de R$ 19,27 em 2022, o que mostra que as pessoas estão dispostas a gastar mais na alimentação. O mercado de trabalho dentro do setor de alimentação fora do lar também apresentou um crescimento notável de 1,2% no número de empregos em um período de 12 meses, enquanto crescimento geral foi de 0,9% para outros setores. Os resultados são referentes ao Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) e pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua).

Henrique Moreira Costa, de 39 anos, é um dos empreendedores que apostou no crescimento desse setor e resolveu abrir seu próprio negócio. Há exatamente um ano, ele inaugurou no centro da cidade de Governador Valadares (MG), uma unidade da franquia FiChips. Henrique contou com o apoio de sua tia e agora sócia, Eunice Passos dos Santos para abrirem o negócio juntos, que apostaram no modelo PUB (loja de rua).

Apostando no segmento de refeição fora de casa, mineiros abrem fichips em GV-MG.

Largou emprego fixo para empreender no ramo de refeição fora de casa

O mineiro largou o emprego de carteira assinada por mais de 15 anos no comércio varejista de carros para empreender com uma paixão antiga, a culinária. Eunice , que possui outros tipos de negócios, resolveu empreender junto ao sobrinho com uma franquia.

“Sempre fui apaixonado por carros e mais ainda pelo ramo de consultoria de vendas. Por outro lado, sou um entusiasta da culinária, então resolvemos unir o útil ao agradável. Pedi demissão do trabalho e com o apoio da minha esposa e minha tia resolvemos nos aventurar em um grande desafio que é gerir o próprio negócio, tendo como foco a alimentação fora de casa”, relembra o franqueado.

Henrique optou em empreender com a FiChips por se tratar de um negócio temático, sem concorrência na cidade. A FiChips Food é a primeira e maior franquia especializada na culinária inglesa no Brasil, com o prato típico do Reino Unido, o fish and chips, ou seja, peixe empanado com batatas fritas. Todo o projeto arquitetônico possui aspectos que remetem a Londres. É o caso de referências com ícones britânicos como ônibus londrino, a famosa cabine telefônica britânica, e o guarda real, apelidado carinhosamente dentro da rede como “Aquiles”.

Aceitação do público

O espaço de refeição fora de casa vem tendo uma boa aceitação dos valadarenses e também de clientes da região mineira. Em média 580 pessoas circulam por mês no espaço, que tem entre os pratos mais pedidos na unidade local o London Burguer, um exímio hambúrguer artesanal, além da FiChips Potato (batata recheada aberta).

Henrique também tem apostado no espaço de recreação especialmente para as crianças, com desenhos impressos, giz de cera e TV transmitindo programação infantil. Além de possuir um cardápio específico para os pequenos, também faz com que o cliente permaneça por mais tempo no restaurante, que atualmente é composto entre 25% e 35% por famílias. “Contar com um local com ambiente agradável para família faz com que os clientes indiquem o restaurante aos amigos, trazendo novos consumidores para o estabelecimento. Além do mais, contar com um espaço kids também contribui para o aumento do ticket médio”, avalia Henrique.

Franchising mineiro

Segundo recentes dados divulgados pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), referente à pesquisa do 1º trimestre de 2023, o mercado de franchising mineiro faturou R$ 4,4 bilhões. O estado acolhe 16.619 unidades franqueadas, enquanto no mesmo período do ano passado esse número era de 16.224.

Ainda segundo a pesquisa, os segmentos com maior participação em Minas Gerais estão: Serviços e Outros Negócios com 4.520 unidades, que representa 27,2% de participação por segmento; Saúde, Beleza e Bem-estar com 2.869 operações (17,3%); Alimentação – food service com 2.155 unidades (13%), e Moda com 2.013 unidades, um total de 12,1% de participação.

O franchising no estado é responsável por 140.276 empregos diretos, sendo que o segmento de alimentação-food service empregou 24.792 pessoas em Minas Gerais durante o período analisado pela pesquisa, o que representa 17,7% de participação.