BLOG

O que é franquia? Saiba tudo sobre o mercado mais promissor do Brasil

Você sabe o que é franquia? O sistema de franquias, devido ao grande número de redes hoje espalhadas pelo Brasil e pelo mundo, é familiar a todos nós.

Basta andar pelas ruas e esbarramos em redes conhecidas como McDonald’s, Cacau Show, Havaianas, Starbucks, Giraffas, Arezzo e outras centenas de marcas que fazem parte do nosso dia a dia de consumo.

O setor de franquias cresceu 48% no segundo trimestre de 2021 bem em meio a pandemia, e a previsão é que no ano de 2022 haja mais crescimento.

As franquias têm diversos formatos, tamanhos e uma variação enorme de investimento inicial para começar o negócio.

São um dos modelos mais seguros para quem quer apostar seu dinheiro e empreender.

Na pandemia elas tomaram o mercado, invadiram os deliverys e despontam com os melhores resultados em crescimento de mercado.

Entenda agora o que é franquia e o porquê investir nesse setor só cresce mesmo em tempos de pandemia.

o que é franquia

Você sabe o que é franquia? Entenda um pouco sobre a rede.

Pode-se dizer que o primeiro sistema, parecido com o que temos hoje, no que diz respeito as franquias teve origem em Londres no doze, mas considera que o primeiro sistema de franquia surgiu nos Estados Unidos após a guerra quando as maquinas de costuras Singer iniciou uma rede de revendas da marca.

Um grande exemplo de franquias a visualizar é a gigante McDonald’s, que após atingir um grande sucesso quando ainda era o restaurante dos irmãos Richard e Maurice Mac McDonald, não conseguiam mais expandir o negócio e se recusavam a abrir uma segunda unidade quando um vendedor apareceu com a oferta de copiar o modelo de negócio, incluído o estilo da cozinha, operação e distribuição. Anos depois o mesmo vendedor abriu a primeira franquia McDonalds. Hoje são 5 mil unidades pelo mundo, mais de mil pelo Brasil.

A franquia é um modelo testado que oferece suporte e treinamento para implementação do negócio, projetando resultados e permitindo uma boa análise dos riscos de investimento.  A marca da franquia oferece já na contratação um modelo a ser copiado e transferido ao ponto comercial com autorização da utilização dos direitos da marca.

O sistema de franquia funciona da seguinte forma: um franqueador (que possui a marca) cede ao franqueado o direito de uso da marca ou patente, com direito de distribuição de produtos ou serviços.

Sendo assim, o termo franquia é usado para definir o sistema onde a pessoa jurídica participa de uma rede com estratégia de distribuição e comercialização dos produtos (franchising).

As franquias incluem diversos segmentos de mercado, desde entretenimento e lazer até moda e alimentação, e tem como principal característica, a padronização de processos e produtos.

A franquia é regulamentada em lei, a chamada de Lei das Franquias nº 8.955/94

O principal objetivo da franquia, é fornecer aos franqueados, oportunidades para obtenção de sucesso de forma rápida e segura. Para o proprietário da marca, oferece oportunidades de expansão pois permite a entrega do mesmo serviço em distâncias internacionais possibilitando crescimento e expansão da marca.

Entenda alguns termos:

  • Franquia: sistema de uso de marca ou patente
  • Franqueador: pessoa jurídica que tem a marca ou patente
  • Franqueado: pessoa jurídica que adere a rede de franquias
  • Franchising: estratégia de comercialização e distribuição dos produtos da franquia.
  • Território: área de atuação da franquia, que estará determinada em contrato
  • Royalties: remuneração do franqueador em contrapartida a cessão e manutenção dos direitos da franquia
  • Fundo de propaganda: é um fundo cooperado, de participação da rede, constituído para especificamente ações de marketing e publicidade da rede
  • Circular de Oferta da Franquia: documento obrigatório com todas as informações necessárias para o candidato a fraqueado analisar e investir

Para aderir uma franquia é feito um investimento de valor já determinado. O investimento garante direito de uso da marca ou patente e todos os procedimentos, métodos e experiência da marca.

A franquia é um modelo de negócio que pode ser muito bom para quem não quer começar a empreender do zero já esse modelo oferece suporte garantindo investimento em um negocio rentável e com mercado em crescimento e aquecido.

Quais as responsabilidades de um franqueado

Ser um franqueado, ou seja, ter uma franquia é aderir como pessoa jurídica a uma rede franquias, realizando o pagamento do investimento inicial, já determinado pela marca que transfere todo o know-how competindo ao franqueado executar as normas e procedimento a risco para implementação do negócio.

Mesmo em meio ao momento de insegurança causada pelas incertezas da pandemia, o setor obteve crescimento de 48% no segundo trimestre de 2021 e segue com ótimas projeções para 2022, segundo dados publicados pelo Portal do Franqueado. Os setores de alimentação e lazer dispararam em crescimento, mas o segmento de cuidados pessoais e moda mostram resultados cada vez maiores.

O investimento em franquias é considerado um dos mais seguros por que seu formato garante a fraqueado e franqueador, oportunidades de expansão, de trocas entre parceiros e otimização da gestão, garantindo resultados positivos.

O modelo de franquias é um negócio pronto para ser replicado. Após encontrar uma franquia que atenda ao seu perfil, o franqueado pode aproveitar as vantagens e oportunidades desse modelo de investimento.

Ter uma franquia significa que você optou em comprar uma licença de uma empresa já reconhecida no mercado para iniciar o seu negócio. Também significa que você terá acesso a todo o know-How da empresa através de instruções, manuais e diretrizes de utilização e padronização da marca, e capacitações e treinamentos.

Em contrapartida, você como franqueado passa a pagar uma taxa de franquia para o franqueador, que pode ser um valor fixo acordado em contrato, ou um percentual no valor do faturamento da sua franquia.

o que é franquia

Os modelos de franquia são três:

1 – Franquia unitária:

Onde você adquire uma unidade apenas da franqueadora, e pode abrir outras unidades mediante comprovação de produtividade, demanda e necessidade comprovada. Você paga royalties mensais para utilizar a licença da marca.

2 – Franquia Master:

Quando você adquire uma unidade ou mais da franqueadora, e também obtém o direito de revender a franquias para terceiros em uma determinada região ou praça de distribuição. Neste caso você paga os para a franqueadora, mas recebe parte das franquias que fazem parte da sua rede;

3 – Franquia de Desenvolvimento de área:

É quando você como franqueado ao adquirir a licença para abrir a franquia, adquire também um planejamento realizado em conjunto com a franqueadora para expansão da sua praça de atendimento conforme definido. Pode incluir novas unidades e também novos franqueados.

A escolha da modalidade de franquia que você vai adquirir, passa necessariamente por duas questões essenciais: o valor que você tem e está disposto a investir e a disponibilidade da modalidade junto a marca desejada.

Cada franquia exige um formato para instalação, tendo desde as ‘’home based’’, as querinhas ‘’franquias em casa’’, com baixo valor de investimento (algumas chegando a valores iniciais de R$1.200,00), até as que possuem necessidades de espaços maiores e maiores investimentos.

Vantagens

  • Uso de marca testada e reconhecida (reduzindo erros comuns de iniciantes).
  • Controle de padrões
  • Participação em uma rede (garante aumento de poder de negociação).
  • Menores riscos já que o investimento é em um modelo testado.
  • Orientação e assistência na administração do negócio com treinamentos, manuais e consultoria de campo.
  • Maior concentração nas vendas

Atente-se aos desafios

A rede de franquias apresenta inúmeras vantagens, para isso é necessário se atentar a pontos importantes para adquirir uma.

É necessário controle para a manutenção dos padrões já que essa é uma das exigências da contratação. É imprescindível estar em contato com a franquia a fim de seguir todos os procedimentos na tomada de decisões incluindo fornecedores, comunicação, entre outros.

Quando uma franquia é afetada por aspectos negativos, toda rede também é afetada. Esteja sempre ciente de que os procedimentos estão sendo cumpridos.

E antes tudo analise o segmento que mais tem mais haver com seu perfil e estudo seu poder de investimento vs suas necessidades de retorno pois a projeção pode variar de 6 a 24 meses.

Saiba a responsabilidade das partes entenda alguns conceitos jurídicos para facilitar

O sistema de franchising desenha um conjunto de responsabilidades e obrigações para qualquer segmento. Esse não é o maior desafio, uma vez que ‘o papel aceita tudo’. O desafio é preencher esse corpo com uma série de valores que o tornem algo vivo e forte na operação do negócio pelos franqueados e franqueador.  Se, a cada desafio ou oportunidade externa ou interna, for necessário trazer à tona o contrato para clarear responsabilidades e obrigações, como regulador básico, a relação entre franqueados e franqueador pode fraquejar.

Apoiada em um bom contrato e um alinhamento forte em torno de interesses mútuos, uma rede enfrenta os desafios diários da operação, as variáveis de mercado, os ataques da concorrência e os sucessos e os fracassos. Ela está sempre pronta a se reavaliar, rever suas obrigações e deveres, seus papéis, com disposição, transparência e profissionalismo. Aqui, tem-se a convicção de que não há jogo de cartas marcadas ou interesses escusos, mas sim, acima de tudo, o compromisso de cada um pelo fortalecimento e crescimento da marca, como compromisso de todos.

Costuma-se dizer que uma relação de franquia se sustenta em um tripé: formatação + instrumentos jurídicos + relacionamento.

A formatação: nem o melhor contrato ou o mais eficaz método de relacionamento sustentariam uma rede de franquias onde Franqueador e Franqueados não estejam satisfeitos com o seu rendimento financeiro e percepção de vantagens em haver aderido ao sistema. Portanto, a formatação eficaz é essencial. Neste ponto encontra-se o papel do Franqueador, não só de estudar, antes de começar a franquear os meios para viabilizar o negócio para si e seus franqueados (operacional e financeiramente), mas também de sempre manter este tópico em constante estudo em aprimoramento. O Franqueado, de seu lado, deve compreender que faz parte de um sistema padronizado e que seguir as correspondentes regras é a alma do negócio. Além do mais, deve ter em mente que será um empresário e, como tal, tem o dever de estudar cautelosamente as informações recebidas do Franqueador ainda antes de se tornar um franqueado e, uma vez franqueado, assumir suas responsabilidades de gestor.

Intrumentos Jurídicos de franquia: é importante não pensar somente na Circular de Oferta de Franquia ou no Contrato. Sem dúvida, estes são essenciais, mas além destes há que se formalizar, por exemplo, relatório as visitas de campo e, em atas de reuniões relevantes. Por vezes, apesar da excelente formatação e relacionamento, a ausência de um instrumento jurídico poderá enfraquecer o Franqueador em uma disputa. Vale lembrar que uma unidade problemática poderá prejudicar a imagem da marca, que é de interesse de todos, Franqueador e Franqueados. O papel do Franqueador, assim, está em cuidar das formalidades necessárias à segurança do negócio e imagem da marca. Aos Franqueados, cabe a compreensão da importância de assinar e formalizar o quanto necessário ao desenvolvimento e sustentação da relação jurídica.

Relacionamento: pode parecer irrelevante mas já se conhece historias de redes bem formatadas e perfeitamente formalizadas em termos de documentação jurídica, mas que, entretanto, por falha na habilidade do Franqueador gerir bom relacionamento, assistiu sua rede de franqueados alimentar forte descontentamento. Muito se fala sobre perfil do Franqueado Ideal. Portanto é importante ressaltar que uma coisa é seu negócio original de comércio de sapatos, de fast food, etc, que sempre administrou com maestria. Outro é o negócio de franquia, em que negociará marca e know how, receberá Royalties e deverá administrar uma rede de negócios e pessoas. O desafio do Franqueador é o de reconhecer esta diferença e se preparar para a gestão. Quanto ao Franqueado, respeitar a parceria que reina neste tipo de negócio é vital para que efetivamente possa aproveitar dos benefícios de gestão em formato de rede.

Deste modo, se uma rede de franquia está apoiada em uma base sólida estruturada neste tripé as possibilidades de conflitos e insatisfações serão remotas, porém, nunca estarão imunes as partes de se depararem com situações adversas que escapará a qualquer atuação preventiva de ambos os lados.

Neste caso, a recomendação é sempre buscar, com objetividade, uma composição amistosa, tendo em mente que uma relação de franquia é um sério compromisso assumido pelas partes, que envolve uma pluralidade de sujeitos, desde o consumidor aos funcionários, e que portanto todos devem agir com responsabilidade.

Seja um franqueado

Dilemas e dúvidas apostos, temos que dizer que além de todos os apontamentos o sistema de franquia desponta como o melhor negócio para investimentos seguros com garantia de resultados.

Para iniciar o investimento você deve sanar as dúvidas, para isso preparamos algumas dicas para colocar na ponta do lápis e começar seu negócio:

1. Faça autoanálise

Seja criterioso, faça algumas perguntas a si mesmo e a partir de suas respostas, você terá a análise completa sobre o que espera com seu negócio.

2. Escolha seu perfil de negócio

O seu negócio precisa ter a sua cara. Escolha um segmento com o qual você se identifique e não uma franquia de modismo, seu conhecimento será o carro chefe para bons resultados

3. Verifique sua força de investimento

É necessário que você verifique o investimento que tem disponível. Além dos valores para investimento, você precisará de uma folga financeira para os primeiros meses de operação.

4. Pesquise a franqueadora

Nesta etapa, você deve pesquisar sobre a franqueadora, ou seja, verifique quantas unidades a rede possui, quando foi criada, quando entrou para o Franchising e quantas lojas próprias opera, por exemplo.

5. Converse com franqueados

Nesta etapa você testará se o suporte da franqueadora, e tudo que a mesma promete, realmente está funcionando. Visite as lojas e converse com os franqueados da rede.

6. Analise a Circular de Oferta de Franquia

O momento de análise da Circular de Oferta de Franquia, documento desenvolvido pelo franqueador e que apresenta todas as condições gerais do negócio, é bastante importante. Na COF, você encontrará também uma minuta do Contrato de Franquia que você irá assinar caso vá até o fim na sua negociação.

7. Escolha bem o ponto comercial

O ponto comercial é um dos aspectos de maior importância para quem vai abrir uma franquia, porém ele tem um peso maior quando se trata de franquia de varejo, uma vez que para esse tipo de negócio o ponto deve permitir uma boa exposição da marca. No caso das ‘’home based’’, avalie sua capacidade de instalar o negócio em sua casa.

8. Analise os concorrentes

Verifique a concorrência ao redor do seu ponto comercial, analise seus pontos fracos e fortes, e compare com os diferenciais do seu negócio.

9. Não faça nada por impulso

É importante que você seja o mais racional possível, verifique todos os prós e contras do negócio, e tome sua decisão com muita cautela.

10. Entenda seu papel como franqueado

Lembre-se que como franqueado você deverá seguir regras definidas pela franqueadora, atuando conforme estipulado no contrato. Se você não se vê seguindo essas normas, você não se sairá bem como franqueado.

O mercado está em crescimento não perca tempo seguinte esse passo a passo simples

  • Busque os seguimentos que mais lhe atraem
  • Avalie sua capacidade de investimento
  • Selecione algumas franquias para aprofundar sua pesquisa
  • Avalie a experiência do franqueador e a saúde financeira da franquia
  • Se programe e inicie a contração

As redes de franquias possuem características próprias durante a escolha, analise o tempo de contrato pois possuem prazo definido, os treinamentos devem ser feitos por completo e descrito em manuais para serem aplicados, se atente a todas as taxas de investimento e nunca se esqueça dos padrões, fundamentais e previstos em contrato.

Você pode consultar os sites da ABF (Associação Brasileira de Franquias) e do Sebrae que possui uma cartilha simples e completa disponível em pdf para você dar seus primeiros passos e colher os resultados mais potentes para seu investimento.

Mercado de franquias no Brasil

Os números demonstram que as redes franqueadoras têm mantido vendas e também retomado sua estratégia de expansão com novos modelos e formatos, de maneira geral houve flutuação nas vendas no período da pandemia mas disparidade não afetou o setor como um todo. O nível de empregos no setor cresceu no atingindo 1,224 milhão de pessoas diretamente empregadas no setor.

O ano de 2022 tem sido de retomada e crescimento para o setor de franquias no Brasil. Este é o sentimento de franqueadores e franqueados, que já têm se preparado para os novos rumos dos seus negócios após todas as mudanças do mercado ocorridas em 2020.

Apesar de um cenário ainda desafiador, a ABF projeta um faturamento 8% maior, com 5% mais unidades franqueadas e 5% mais empregos gerados neste setor em 2021. E quando a ABF perguntou às redes franqueadoras quais eram suas expectativas individuais em relação a este ano, 64% responderam que preveem crescimento maior que 10% .

Os maiores investimentos durante esse período na área de franquias foram:

  • Fretes gratuitos a partir de uma determinada quantidade ou valor.
  • Vendas via app WhatsApp.
  • Possibilidade de personalizar os produtos como presentes.
  • Alto incentivo social.
  • Parcerias com outras grandes marcas para associar os produtos.
  • Parceria com influenciadores digitais.

O empreendedorismo é uma das áreas que mais crescem no Brasil e desde

2020, ano de crises principalmente nas áreas da saúde e da economia, foi evidente o crescimento da quantidade de novos empreendedores, com cerca de 25% da população adulta em um novo negócio.

Esse dado é da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), que apontou ainda que esse número foi puxado para cima principalmente pelo público feminino, que está cada vez mais à frente dos empreendimentos. Esse crescimento não quer dizer que os negócios estavam em alta em 2020, mas que para contornar a recessão, o empreendedor brasileiro é criativo e enfrenta os desafios se reinventando sempre.

Isso se comprova pelo fato de o Brasil se destacar entre os 55 países analisados pela pesquisa GEM, considerando a Taxa de Empreendedores Estabelecidos, ou seja, aqueles negócios com mais de 3,5 anos de existência, apresentando-se como a segunda maior média global.

A pesquisa GEM mostrou ainda que ter o próprio negócio é o quarto maior sonho dos brasileiros. Nesse contexto, o franchising pode ser uma das maneiras mais seguras de empreender, pelos motivos já conhecidos:

  • Legislação própria (Nova Lei de Franquias, Lei nº 13.966/19).
  • Negócio testado e aprovado pelo mercado.
  • Investimento de negócio de menor risco.
  • Empreendimento com plano de negócios, produtos e serviços prontos.
  • Maior economia de custos.


Mercado mundial

A franquia é um mercado mundial. São muitas redes queridas no mundo todo. McDonald’s, Stabucks, Century 21.

No acumulado dos meses de 2020/2021, pesquisas aponta, que o setor de franquias apresentou uma variação positiva de 8,4% em sua receita, com um avanço de R$ 168,177 bilhões para R$ 182,381 bilhões – próximo aos R$ 182,657 bilhões registrados no mesmo período em 2019.

Queridinho no Brasil e no mundo, o sistema de franquias cresce se tornar modelo de investimento que para os novos empreendedores.

Agora que você tudo do mundo das franquias conheça as marcas de sucesso.

Se inspire

As franquias também se dividem por valores de investimento. Algumas delas não exigem pontos comerciais. Outras possuem formato quiosque e até miniunidades que podem ser instaladas em pontos comerciais já existentes conhecidas como shop in shop, store in store ou franquia combinada.

O mais importante é encontrar o segmento que mais se aproxime do seu perfil, avaliar seu poder se investimento e contratar.

Preparamos uma lista de franquias que podem te ajudar a dar o primeiro.

  1. DOGUERIA PERDIZES
  2. CACAU SHOW
  3. CACAU NOIR
  4. AREZZO
  5. CNA
  6. HAVAIANAS
  7. IMAGIRIUM
  8. O BOTICÁRIO
  9. MULTICOISAS
  10. RI HAPPY
  11. VEG MAIS
  12. TOP FROZEN AÇAÍ
  13. CHICKEN FEST
  14. BIO MUNDO
  15. SOFÁ NOVO DE NOVO
  16. SPA EXPRESS
  17. HOME ANGELS
  18. PARK EDUCATION
  19. MR FIT
  20. MARIA BRASILEIRA
  21. GRAVIOLA BURGUERS E PIZZAS
  22. KOPENHAGEN
  23. KUMON AMÉRICA DO SUL
  24. VIVENDA EM CASA
  25. BIODONTOS
  26. TRATABEM
  27. CASA DE BOLOS
  28. TOPPER E RAINHA
  29. CVC
  30. CHILLI BEANS
  31. OGGI SORVETES
  32. CLUBE MELISSA
  33. SODIÊ DOCES
  34. PITICAS
  35. 5ÀSEC
  36. SHELL SELECT
  37. DIA%
  38. ESPAÇOLASER
  39. LUBRAX+
  40. ÓTICASCAROL
  41. LOCALIZAHERTZ
  42. CARMEN STEFFENS
  43. CASA DO CONSTRUTOR
  44. GAZIN SEMI JOIAS                           

Se ainda está com dúvida é só verificar os casos de sucesso de franquias que temos no Brasil, separamos aqui, algumas que, de acordo com a ABF – Associação Brasileira de Franchising em estudo realizado, foram eleitas as melhores opções de franquias:

  • Alimentação: Mundo Verde, Billy The Grill, Fast Açaí;
  • Educacional: Supera, CNA
  • Moda: Hering Store, Bibi
  • Cosméticos e beleza: A fórmula; O Boticário
  • Acessórios: Chilli Beans, Jorge Bischoff

O mercado de franquias cresce cada vez mais, com segurança no investimento e garantia de resultados. Sua diversidade de setor e possibilidades atendem muitos perfis proporcionando escolhas de sucesso. E aí, qual a franquia tem mais a sua cara?